Pesquisar este blog

15 de nov de 2015

VIA DE MÃO DUPLA


A vida é uma constante, uma constante via de mão dupla.
Tudo que vai, volta, um eterno vai e vem.
Perceber o que se emite é importante.
O que você enviar ou desejar, voltará à você.
Se você não gosta do que está recebendo... 
...Considere o que anda emitindo. 
Diz o ditado, que colhemos exatamente o que plantamos. 
Não plante vento, pois irá colher tempestade.
Não esqueça nunca também da gratidão.
Pois nada pior do que tratar com frieza hoje, 
aquele que lhe beneficiou ontem.
Nada nesta vida é, ou deveria ser por troca.
Tudo é, ou deveria ser apenas por amor.
Não se ama por benefícios ou recompensas.
Mas receber a gratidão, o reconhecimento e carinho espontâneo, 
são moedas de valores incalculáveis, não há preço que pague.
Não se apegue ao desprezo, a frieza, ao gelo.
Não valorize ás magoas, os ressentimentos.
Usufrua do perdão!
Não perca tempo com tolices ou imaturidades.
Valorize o tempo, aproprie-se dos diálogos, favoreça, estenda a mão, ceda de vez em quando, tenha melhor qualidade de vida nos relacionamentos, amadureça!
Outro ensinamento é sobre a utilidade, ser útil à alguém.
Ser útil em todo tempo, até chegar a própria inutilidade.
Bom seria se quando a inutilidade chegar, se continuar útil. 
Continuar necessário, indispensável. 
Útil por puro amor, por simples carinho, dedicação e compromisso.
E nunca permitir que a ingratidão lhe cegue os olhos. 
A vida não apenas se apresente em vias.
Vez por outra, ela chega em voltas.
As voltas que o mundo dá, a roda que gira.
Um sobe e desce. Hoje aqui, amanhã ali.
Hoje em cima, amanhã em baixo, rodando, girando num ciclo vicioso, encontrando-se novamente em seu ponto de partida.
E o que levaremos, com quem estaremos, com quem seguiremos?
Entenda hoje, a grande importância do amanhã.
Fortaleça as suas bases. Valorize quem está com você em toda e qualquer situação, aquele quem abraça a sua causa.
Aquele que te ama, quando você menos merece ser amado. 
Porque tudo que vai... Volta!
E se volta, foi porque você mesmo enviou.

Keila NewQuest



Nenhum comentário:

Postar um comentário